22/06/2021

Doenças respiratórias: como identificar e tratar

As doenças respiratórias podem atingir o nosso sistema respiratório, os seus órgãos e as suas estruturas — vias nasais, faringe, laringe, brônquios, traqueia, diafragma, pulmões e alvéolos pulmonares. Afetam pessoas de todas as idades e, geralmente, estão associadas ao estilo de vida e à qualidade do ar.

Algumas doenças respiratórias são consideradas de fácil tratamento, enquanto outras são mais complexas. Em geral, são classificadas como agudas — quando têm início rápido e duram menos de três meses — e crônicas — quando têm início gradual, duram mais de três meses e, muitas vezes, é necessário utilizar remédios por longos períodos.

 

Principais doenças respiratórias

 

Rinite

 

Uma das doenças respiratórias mais comuns, que pode ser despertada por pólen, pelo de animais, poeira, mofo, condições que variam de pessoa para pessoa. Ela consiste na inflamação da mucosa que reveste o nariz, causada por algum tipo de reação alérgica. Os sintomas mais comuns são: espirros, coriza e coceira no nariz e olhos.

 

Asma

 

A asma é uma doença pulmonar crônica com milhões de portadores no Brasil e no mundo. Atinge pessoas de diversas idades, pode aparecer em crianças pequenas até idosos, e seu grau de gravidade varia de leve a muito grave.
Até os dias atuais, não se conhece a sua cura. Entretanto, pode ser controlada com medicamentos e atividades físicas que permitem uma boa qualidade de vida.

 

Sinusite

 

A sinusite é a inflamação da mucosa dos seios da face. Pode acometer com maior incidência pessoas que já possuem algum grau de rinite alérgica. É causada principalmente por infecções virais, por vírus de gripes e resfriados e até mesmo por alergias. Seus sintomas são: dor na região da face, secreção nasal e dor de cabeça.

 

DPOC

 

A DPOC – Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é o nome que se dá a um conjunto de doenças pulmonares que causam a obstrução da passagem de ar nos pulmões. As mais comuns são: enfisema pulmonar e bronquite crônica. O enfisema pulmonar ocorre quando a inflamação obstrui estruturas no pulmão parecidas com sacos de ar, os alvéolos. A bronquite crônica acontece quando a inflamação obstrui os tubos que levam ar para os pulmões, os brônquios. Os sintomas mais comuns são: tosse persistente há mais de três meses, com catarro e falta de ar. Fumantes ou pessoas que estão expostas a produtos químicos por muito tempo estão mais propensos a desenvolver essas doenças.

 

Como prevenir as doenças respiratórias

 

É possível evitar alguns tipos de doenças respiratórias ou aliviar os seus sintomas. Veja como:

• mantenha o seu corpo hidratado;
• evite fumar ou se expor a ambientes com muita poeira ou fumaça;
• mantenha os ambientes arejados;
• lave as mãos com frequência;
• mantenha as vacinas em dia;
• aqueça o ambiente de trabalho e de casa nos dias mais frios, mantendo a umidade adequada;
• mantenha hábitos saudáveis — durma e se alimente bem, tenha uma rotina de exercícios.

 

Como identificar e tratar

 

Ao manifestar qualquer um dos sintomas, procure atendimento médico. Muitas doenças respiratórias não têm cura, mas é possível viver bem e controlar os seus sintomas, desde que haja um diagnóstico.

 

Se precisar de ajuda, procure o nosso Pronto Atendimento ou marque uma consulta com a Dra. Patrícia Luise Costa de Freitas (CRM 22305), especialista em Pneumologia no Baía Sul Centro Médico.

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.